terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Monforte aprovada candidatura do centro TAURIMÁQUICO,SEM DUVIDA UMA GRANDE NOTICIA PARA A TAUROMAQUIA NACIONAL



(onde vai funcionar o centro Tauromaquico)
 
MONFORTE
APROVADA CANDIDATURA
DO CENTRO TAUROMÁQUICO


O Concelho de Monforte tem feito história no meio tauromáquico nacional e internacional, por intermédio de várias ações protagonizadas, nos últimos meses, pela respetiva Câmara Municipal, das quais, para além do apoio que tem sido concedido à realização de eventos ligados à tauromaquia, se destacam a reabertura da Praça de Touros “João Moura (Pai)”, a aprovação da proposta de execução do processo de classificação da Tauromaquia a “Património Cultural e Imaterial de Interesse Municipal” e o projeto para instalação de um Centro Interpretativo Tauromáquico, sendo, precisamente, sobre a situação deste projeto que Miguel Rasquinho, Presidente do Município, veio anunciar que recebeu, no dia 11 de fevereiro, a notificação da decisão de teor favorável relativamente ao Pedido de Apoio apresentado ao PRODER, no âmbito da Ação 3.2.1 – Conservação e Valorização do Património Rural.
Recorde-se que este Centro Interpretativo Tauromáquico será construído no edifício da antiga escola primária, onde funcionou, também, durante anos a Biblioteca Municipal e, posteriormente, o Pré-Escolar. Recentemente desocupado, o edifício é propriedade do Município e, de acordo com os objetivos propostos, pretende-se reabilitar todo o seu espaço, considerando diferentes áreas, designadamente, Museu, Galeria de Exposições, Mediateca, Sala de Conferências, Sala Multiusos e outras, entre as quais está destinada uma ao Grupo de Forcados Amadores de Monforte onde funcionará a sua ”tertúlia”.
O Presidente da Câmara Municipal de Monforte voltou a afirmar que “o Centro deverá afigurar-se um espaço dinâmico que resulte num mecanismo usado para consolidar iniciativas de promoção e valorização da tauromaquia entendida como importante agente de desenvolvimento económico, incrementando, igualmente, medidas que distingam a função altamente cultural que a atividade assume na vida das populações”.